Menu
Busca sexta, 18 de junho de 2021

População de MS gerou 48,2 t de lixo a mais em um ano, diz estudo

09 maio 2012 - 09h48Por G1 MS
Em um ano, a população sul-mato-grossense gerou 48,2 toneladas de lixo a mais, de acordo com Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil, divulgado nessa terça-feira (8) pela Associação Brasileira das Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe). Em 2011, foram geradas 905,5 mil toneladas, enquanto que ano anterior, o total foi de 857,3 mil toneladas.

Dos resíduos gerados durante o ano passado, 87,8% foram recolhidos no estado. Porém, de acordo com o estudo, 73,3% do lixo foram destinados de maneira inadequada.

Os aterros controlados, que não têm tratamento de chorume ou controle dos gases de efeito estufa produzidos em sua decomposição, receberam 49,5% dos resíduos e os lixões, 23,8%. Apenas 26,7% dos resíduos sólidos gerados tiveram aterros sanitários como destino.

Por dia, segundo o panorama, cada habitante sul-mato-grossense gerou 1,026 quilo de lixo em 2011, enquanto em 2010, a contribuição foi de 0,999 quilo de resíduos diários.

Lixo hospitalar

A quantidade de lixo hospitalar gerada em Mato Grosso do Sul também aumentou em um ano. Segundo o estudo, em 2011, os resíduos de serviços de saúde totalizaram 1.265.455 de toneladas, enquanto que no ano anterior, o total foi de 1.230.780 toneladas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LEGISLATIVO
Neno Razuk solicita construção de um Pronto-Socorro no Hospital Regional de Ponta Porã
DIREITOS HUMANOS
Número de crianças vítimas de acidente de trabalho cresceu 30% em 2020
PGE
PGE publica resolução que padroniza compra e venda de imóvel
SAÚDE
Transmissão de doenças respiratórias está elevada em quase todo o país