Menu
Busca sexta, 30 de julho de 2021

República Tcheca legalizará maconha para fins terapêuticos

25 outubro 2011 - 11h47Por EFE
Nos próximos meses, a República Tcheca se somará ao número de países europeus, entre eles Espanha e Holanda, que utilizam a maconha para fins terapêuticos, depois que nove sociedades de médicos e neurologistas acordaram sobre sua necessidade.

Além dos especialistas, 'a opinião pública tcheca está do lado desta proposta e acho que a maioria pensa que devemos colocá-la em prática', declarou à Agência Efe Jindrich Voboril, coordenador nacional antidroga do Governo tcheco.

Os profissionais, integrados em grupos de trabalho com apoio do Governo tcheco, concordaram sobre a utilidade da cannabis para combater certas doenças, mantendo a proibição para o uso recreativo. Além disso, foi feito um calendário para que o projeto de lei seja debatido no Parlamento antes do fim do ano.

'Dissemos que sim, a maconha pode ser usada para fins medicinais, e é preciso mudar a lei', afirmou Voboril.

A cannabis ou maconha será administrada 'pelo sistema de receita azul, haverá um registro eletrônico (de pacientes), e prescrição limitada', explicou o especialista.

Existe consenso entre médicos e neurologistas do país sobre a necessidade da maconha para combater doenças e dores. A substância também pode ser administrada como paliativo aos afetados por tumores cancerígenos, ou como alívio contra dores neuropáticas, entre outros.

Para evitar que as substâncias se desviem ao mercado negro, a República Tcheca pretende criar um registro de pacientes que têm receita para utilizar a maconha.

'Se alguém com certa quantidade é apanhado e argumenta que é para uso terapêutico, então deve demonstrar que seu nome consta no registro', disse Voboril.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTES
Seleção feminina perde para Canadá nos pênaltis e dá adeus a Tóquio
POLÍCIA
Cão morre de hipotermia na madrugada e tutores são presos pelo crime de manhã
AÇÃO DE GOVERNO
Investimentos de R$ 4 bilhões na geração de energia em MS vão criar 15 mil empregos
MIRANDA
Polícia Civil prende homem por suspeita de comércio ilegal de munição e lesão corporal