Menu
Busca terça, 15 de junho de 2021

Usar luvas e lavar bem as mãos evitam alergias a produtos de limpeza

Usar luvas e lavar bem as mãos evitam alergias a produtos de limpeza

20 abril 2012 - 16h40
Bem Estar


Quem lida muito com produtos de limpeza – donas de casa, diaristas ou qualquer outra pessoa que faz faxina com frequência – pode eventualmente desenvolver alguma alergia a produtos de limpeza. Pode ser desde um detergente ou sabão em pó até água sanitária e desinfetantes, entre outras substâncias.

Ao contato com esses compostos, o organismo de indivíduos mais sensíveis faz surgir irritações na pele, coceira, manchas, bolinhas vermelhas e lacrimejamento nos olhos, entre vários sintomas.

Segundo o toxicologista Sérgio Graff e a pediatra Ana Escobar, colocar luvas e higienizá-las antes e após o uso, lavar e secar bem as mãos depois da faxina e não misturar produtos ajudam muito a evitar reações alérgicas.

Os médicos também destacaram a importância de ler sempre o rótulo e explicaram o caminho que a alergia percorre no corpo humano. Além disso, eles deram dicas de primeiros socorros em casos de acidentes ao ingerir, inalar ou respingar nos olhos um produto de limpeza.

Usar máscaras para mexer com químicos não resolve, de acordo com os especialistas, pois essa barreira física só bloqueia elementos sólidos, ou seja, não tem eficácia sobre gases ou cheiros.

Como ocorre a alergia

Após usar um produto muitas vezes seguidas, o corpo o classifica como uma substância irritante. Quando isso acontece, o composto é absorvido por pequenos buraquinhos que existem na pele. Nessa hora, os glóbulos brancos (células de defesa no sangue) produzem anticorpos específicos para aquela substância.

Os anticorpos, então, atacam o elemento estranho e o carregam para células (mastócitos) que ficam no sangue e funcionam como uma "caçamba", retirando os inimigos.

Quando os mastócitos são ativados, liberam histamina, substância que provoca reações no corpo. Imediatamente, a região atingida começa a coçar. O coração se acelera, as vias aéreas se estreitam e o ar passa com mais dificuldade.
Além disso, o intestino se contrai para tentar eliminar os alérgenos.

Em casos de alergia muito intensa, a substância pode provocar um choque anafilático, ou seja, uma reação muito mais forte e generalizada, capaz de levar à morte. Podem aparecer manchas vermelhas na pele, parte do corpo ficar inchada e até fechar a glote, dificultando a respiração.

Não compre nem use
- Produtos de limpeza vendidos por ambulantes em carros, peruas e caminhões
- Produtos vendidos em garrafas de refrigerante e outras bebidas
- Produtos que não tenham data de fabricação, prazo de validade e número do lote
- Produtos cujas embalagens pareçam ter sido abertas, estejam amassadas, enferrujadas, estufadas, rasgadas ou furadas
- Produtos que estejam em grandes volumes (barris ou tonéis) e que são passados para outra embalagem na hora da compra
Opções de luvas
Existem vários tipos de luvas que podem ser usados em faxinas, como de algodão, látex, nitrila e outros materiais.

A luva cirúrgica, por exemplo, não deve ser empregada na limpeza, porque pode se romper com facilidade. A recomendação dos médicos é lavar a luva antes de colocá-la e substituir o talco que vem nela por amido de milho, para reduzir o risco de alergia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Trabalhadores nascidos em outubro podem sacar auxílio emergencial
CAMPO GRANDE
Policiais civis prendem trio suspeito de tráfico
SAÚDE
Covid-19: 82% dos indígenas receberam 1ª dose, diz Ministério da Saúde
TEMPO
Terça-feira de sol, temperaturas em elevação e umidade do ar em queda