Menu
Busca sábado, 16 de outubro de 2021

Depois de campanha na internet, leão de Ivinhema troca abandono por casa nova

05 setembro 2011 - 16h20
Depois de campanha na internet, leão de Ivinhema troca abandono por casa nova

Douradosnews

De nome novo, o leão Simba já está no Rancho dos Gnomos, em Cotia, no interior paulista. Desde sábado no novo endereço, o felino deixou para trás o nome Simba e a solidão em uma pequena jaula do zoológico desativado de Ivinhema, e agora se chama Antuak. A transformação na vida do “rei da floresta” foi capitaneada por campanha na internet.

Na casa nova, ele já troca os primeiros rugidos com os outros 11 leões que moram no rancho. “Ele está bem. Muito tranquilo, super calmo e conversado com os outros leões”, afirma Marcos Pompeu , um dos fundadores do rancho.

Antuak vai permanecer em um período de quarentena para adaptação e realização de exames. Depois, finalmente, deve ser solto em uma área de mil metros quadrados, onde terá a companhia das leoas Herá e Biná.

Marcos torce para que o período de exames passe rápido. “Para que ele possa aproveitar essa nova etapa”.

Na viagem de Ivinhema a São Paulo, o leão foi monitorado por câmera e assistido por profissionais. “Dentro do caminhão, ele ficou calmo o tempo todo”, conta Marcos.

Segundo ele, o felino não precisou ser sedado. A manutenção do leão custa aproximadamente R$ 1 mil por mês,incluindo gastos com alimentação, medicamentos e produtos de limpeza.

O animal come 6 kg de carne por dia.No Rancho dos Gnomos, moram ainda um tigre e uma onça parda. Os felinos recebem frangos, vísceras, complemento vitamínico e até erva cidreira.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA
Vítimas de naufrágio no Pantanal de MS faziam churrasco quando vendaval virou barco no rio Paraguai
GERAL
Ação global em defesa do clima reúne mais de 20 países
Evento terá shows simultâneos ao redor do mundo
SAÚDE
Comissão geral debate nesta terça-feira políticas públicas de apoio a vítimas de Covid-19
MEIO AMBIENTE
Governadores avançam na criação de consórcio em defesa do desenvolvimento sustentável