Menu
Busca quinta, 13 de maio de 2021

Marçal Filho garante R$ 1,2 mi para construção de creches

07 janeiro 2013 - 00h00Por Assessoria
O deputado federal Marçal Filho (PMDB) continua empenhando esforços para beneficiar mulheres e crianças durante o seu mandato. Em 2012 o parlamentar garantiu R$1,2 milhão para a construção de duas creches em Dourados, o recurso é fruto de uma emenda individual apresentada pelo parlamentar ao Orçamento Geral da União de 2012 que destinou para a construção de um Centro de Educação Infantil Municipal (CEIM) no Jardim Monte Carlo e outro no Joquei Clube.

Para Marçal Filho, os Ceim’s vão muito além da missão de garantir a integridade física das crianças. “Dentro da nova política do governo federal, essas unidades são o primeiro contato das crianças com o aprendizado e, de forma lúdica, elas são preparadas para a educação infantil onde, já chegam em condições de absorver melhor os ensinamentos”, avalia.

“Ademais, foi o tempo em que a mulher precisava deixar o filho na creche para ajudar na complementação da renda familiar, uma vez que hoje a grande maioria das mulheres exerce a função de chefe de família e precisa ter a tranquilidade para ir ao trabalho sabendo que o filho está sendo atendido pela estrutura de um Ceim”, conclui Marçal Filho.

Outra recente comemoração voltada às crianças diz respeito à construção do PAI – Pronto Atendimento Infantil, que iniciou as obras no ano passado e será concluído no segundo semestre deste ano. “Saúde e educação são as áreas mais carentes em Dourados, em 2012 passamos por crises que afetaram diretamente a população, o próprio Conselho Regional de Medicina do Mato Grosso do Sul (CRM/MS), considerou a saúde pública ‘ineficaz’ no nosso município, e a educação tem sofrido com a desvalorização da classe que tem visto a atual administração retirar benefícios adquiridos”, declarou o deputado.

O deputado lembra que os recursos para o PAI não foram frutos de emenda parlamentar, mas sim extraordinários. “O Pronto Atendimento Infantil vai humanizar os serviços de saúde voltados às crianças em toda região. Tudo que é feito na atualidade em termos de pediatria na saúde pública ficará para trás com o PAI, que tratará criança como criança a partir do momento em que um grupo de profissionais da medicina passará a trabalhar exclusivamente com esse público”, salienta Marçal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Mesmo com pandemia, mercado de veículos usados é aquecido e alegação de venda cresce 16% no Estado
LEI
Faturas poderão divulgar mensagem sobre doação de sangue
PONTA PORÃ
PM prende homem com MP em aberto
ECONOMIA
Trabalhadores nascidos em outubro podem sacar auxílio emergencial