quarta, 17 de abril de 2024
PONTA PORÃ

Pedreiro ameaça policial penal aposentado e é morto a tiros

17 março 2024 - 10h00Por Dourados News

Um pedreiro de 47 anos foi morto a tiros na tarde desta sexta-feira, dia 15 de março, ao cobrar por um serviço realizado no bairro Jardim Marambaia, em Ponta Porã, município localizado na região de fronteira com o Paraguai. O atirador, um policial penal aposentado e proprietário da residência, alegou legítima defesa.

De acordo com o boletim de ocorrência, uma equipe da PM (Polícia Militar) se deslocou até o local por volta das 14 horas e encontrou a vítima já sem sinais vitais. Na averiguação dos fatos, testemunhas disseram que o dono da casa onde o pedreiro trabalhava afirmou que não iria pagá-lo. Houve desentendimento, e horas depois, o funcionário voltou com um facão.

Segundo o site Campo Grande News, com os dizeres "Se você não vai me pagar, vai ver com quantos paus se faz uma canoa", o pedreiro teria iniciado uma nova discussão. O proprietário pediu para que ele retirasse as ferramentas, mas ele teria ficado nervoso. No documento, o homem alegou que o funcionário teria empunhado o instrumento a fim de acertá-lo.

O dono da residência sacou uma arma de fogo e atirou, por três vezes, na direção da vítima. Após o pedreiro cair no solo, o Corpo de Bombeiros foi acionado. O caso foi registrado como morte a esclarecer na 2ª Delegacia de Polícia de Ponta Porã e segue em investigação. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

50+

Funtrab e rede supermercadista lançam 'Feirão da Empregabilidade' para contratação de profissionais

DETRAN-MS

Curso especial para condutores infratores ultrapassa 90% de aprovação

DESENVOLVIMENTO

Com R$ 3,2 bilhões, MS teve aumento de 227% nos investimentos públicos nos últimos três anos

TRAGÉDIA

Mãe e filho morrem e três ficam feridos em acidente no domingo de Páscoa