Menu
Busca quinta, 23 de setembro de 2021

UFGD destina 50% das vagas do vestibular a estudantes da rede pública

24 setembro 2013 - 00h00
A fim de simplificar o processo de aplicação da Lei Federal 12.711/12, possibilitando assim, de pronto, maior acesso ao Ensino Superior a quem estuda em escolas da rede pública, a UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) é uma das instituições federais que já cumpre a legislação em seu teor total, destinando 50% das vagas de graduação a estes estudantes.

A Lei Federal 12.711, sancionada em agosto do ano passado, garante justamente a reserva de metade das matrículas por curso e por turno das universidades e institutos federais de educação a alunos oriundos integralmente do Ensino Médio público, em cursos regulares ou da educação de jovens e adultos.

No entanto, a legislação permite que as instituições façam a adesão gradualmente, inserindo aos poucos a porcentagem de vagas reservadas em suas matrículas, até que ao longo de quatro anos depois de sancionada a lei se chegue ao patamar de 50%.

Saindo na frente, a UFGD adotou o sistema já em 2012, com 25%, e partindo de outras experiências cotistas optou por aderir neste ano aos 50%, o que beneficia de maneira mais célere os estudantes da rede pública de ensino.

Compreendendo o sistema de cotas

Das vagas totais oferecidas no Processo Seletivo Vestibular, 50% é reservada a candidatos que cursaram todos os anos do Ensino Médio em escolas públicas, como explicado anteriormente, e a outra metade é destinada à ampla concorrência.

Do total de vagas reservadas, metade é destinada a candidatos oriundos de famílias com renda igual ou inferior a um salário-mínimo e meio per capita.

As vagas reservadas serão distribuídas de acordo com o percentual correspondente ao da soma de pretos, pardos e indígenas na população do Mato Grosso do Sul, apurado segundo o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sendo 2,94% para indígenas, 44,13% para pardos e 4,88% para pretos.

-Assesoria

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESENVOLVIMENTO
Primeiro do País a identificar potenciais hidrelétricos, MS é case de sucesso na busca por oferta de
TRÁFICO DE DROGAS
Polícia Militar apreende adolescente que transportava mais de 20 quilos de maconha
AGRO
Campanha quer conscientizar para produção de alimentos seguros e seus benefícios
POLÍTICA
Diretor da Precisa diz não ter participado de negociação da Covaxin