Menu
Busca sábado, 25 de setembro de 2021
CARBONERA - JULHO, AGOSTO E SETEMBRO
MIRANDA

Após receber ligação inusitada, Polícia Militar desvenda crime de violência doméstica

26 julho 2021 - 13h00Por PM-MS

Utilizando do telefone, vítima atuou de maneira disfarçada para informar a PM que estava sendo vítima de violência doméstica.

Por volta das 20:30h de sábado, o Centro de Operações Policiais Militares de Miranda (Copom) recebeu uma ligação na qual uma mulher dizia que iria passar o endereço para que mandassem o boleto. Uma ligação até então anormal para o serviço de emergência.

“Vou te passar o endereço para que me mande o boleto para eu pagar” dizia a mulher no outro lado da linha, repetidas vezes. O atendente, CB PM Antonieto, notou que a mulher repetia demasiadamente a mesma frase em baixo volume e de maneira acelerada, motivo que o levou a permanecer na linha. Por conta disso, o referido policial militar escutou sons que remetiam a agressão física, choro e pedidos de socorro. Sabendo que a situação era grave, o atendente deixou a equipe PM de Rádio Patrulha em pronto emprego esperando o endereço para intervenção imediata.

Alguns minutos após, a vítima novamente ligou e dessa vez conseguiu passar o endereço de maneira velada, utilizando o mesmo teor do assunto anterior, Boleto:

“O endereço pro boleto minha filha, é Rua... nº... Bairro...”! Dizia ela várias vezes. Prontamente a equipe PM seguiu ao local e chegando à residência, o autor da violência doméstica, um homem de 54 anos, os atendeu dizendo que estava tudo tranquilo. Nesse momento, a vítima de 50 anos saiu correndo de dentro da casa e declarou estar sendo agredida por seu convivente, física e verbalmente, inclusive sendo trancada no quarto, tendo cerceado seu direito de ir e vir.

O autor foi preso e apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Miranda as devidas providências.

Não admita violência, procure ajuda! Utilize os canais de apoio!

O 190 é o telefone de emergência da Polícia Militar indicado para quem está sofrendo ou presenciando agressões. A Polícia Militar está sempre pronta para te ajudar e agirá imediatamente para prender o agressor e por fim na violência.

O 180 – Central de Atendimento à Mulher, registra e encaminha denúncias de violência contra a mulher aos órgãos competentes, bem como reclamações, sugestões ou elogios sobre o funcionamento dos serviços de atendimento.

O 181 – Disque Denúncia, é um serviço de destinado a mobilizar a sociedade na luta contra o crime e a violência no Estado de Mato Grosso do Sul.  Sua principal característica é o caráter sigiloso dos procedimentos, já que em momento algum o denunciante precisa se identificar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
CNC: comércio terá a melhor contratação de temporários desde 2013
MEIO AMBIENTE
Estado já tem 1.688 barragens regularizadas junto ao Imasul, maioria de pequeno porte
POLÍCIA
Homem é preso em flagrante por policiais civis suspeito de tentar estuprar a própria sobrinha
SAÚDE
ANS: cai ocupação de leitos de UTI para atendimento à covid-19