terça, 23 de abril de 2024
PARQUE DAS NAÇÕES II

Morto após atacar a polícia fez 'quebra-quebra' em posto antes de invadir casa

17 agosto 2022 - 11h00Por Dourados News

Minutos antes de pular o muro de residência e acabar morto durante intervenção policial, Márcio de Souza Benites, 44 anos, havia invadido um posto de combustíveis, também no bairro Parque das Nações II, região leste da cidade de Dourados. 

Ele pulou a grade de proteção da distribuidora localizada na rua Rosemiro Rodrigues Vieira, derrubou dois freezers de gelo e em seguida estourou uma porta de vidro que dá acesso a um escritório.

Toda ação foi gravada pelas câmeras do circuito de segurança do estabelecimento comercial. 

A equipe da Força Tática foi acionada para atender a esta ocorrência, a princípio de furto. Mas suspeito apenas proporcionou o ‘quebra-quebra’ sem levar nada do local. 

Momentos de terror

Na sequência dos fatos descritos em boletim de ocorrência, Márcio obrigou um vigilante a levá-lo até a casa na rua Batista Hering, dizendo ser morador. 

Ele passou a bater no portão, pulou o muro e começou a ameaçar a família que estava dentro da residência. Aos gritos, o homem dizia que mataria todos que estavam em um dos cômodos. 

Aterrorizado com a situação, o comerciante se trancou com a esposa e os dois filhos menores de idade dentro do banheiro da quarto tipo suíte.

A família passou a gritar por socorro, enquanto o invasor quebrava objetos e batia na porta do banheiro proferindo as ameaças de morte. 

Intervenção policial

Os policiais militares da Força Tática acionados para atender a ocorrência de possível furto no posto de combustíveis estavam procurando o autor quando escutaram os gritos por socorro na rua Batista Hering. 

A equipe foi obrigada a estourar um portão lateral para entrar na residência. Os policiais abordaram Márcio mandando com que ele deitasse no chão. Descontrolado, ele ignorou as ordens e, armado com uma faca, partiu para cima dos servidores. 

Márcio, que trabalhava como caminhoneiro e morava no bairro Canaã IV em Dourados, acabou atingido por disparo de arma de fogo e morreu antes da chegada do resgate. 

Equipe de perícia esteve no local para realizar os primeiros levantamentos.  O caso será apurado e investigado pela 2ª Delegacia de Polícia Civil. 

No boletim de ocorrência são mencionados crimes como dano e violação, constrangimento ilegal, violação de domicílio e ameaça, desobediência e resistência contra policiais militares, além de morte decorrente de intervenção policial. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

50+

Funtrab e rede supermercadista lançam 'Feirão da Empregabilidade' para contratação de profissionais

DETRAN-MS

Curso especial para condutores infratores ultrapassa 90% de aprovação

DESENVOLVIMENTO

Com R$ 3,2 bilhões, MS teve aumento de 227% nos investimentos públicos nos últimos três anos

TRAGÉDIA

Mãe e filho morrem e três ficam feridos em acidente no domingo de Páscoa