Menu
Busca terça, 11 de maio de 2021

PM de Corumbá vai usar fuzil 762 em policiamento na região de fronteira

PM de Corumbá vai usar fuzil 762 em policiamento na região de fronteira

28 novembro 2012 - 13h30
Diário Online

O Comando do 6º Batalhão de Polícia Militar está capacitando todo o efetivo para atuação com fuzil 762. O uso desse armamento de uso exclusivo das Forças Armadas - e que pode ser classificado como "pesado" - no patrulhamento diário, encontra razão no fato de o policiamento em uma região de fronteira ter características peculiares. Não são poucas as situações em que policiais se deparam com bandidos que ostentam grande poderio de fogo.

Há exatas duas semanas, a Polícia encontrou verdadeiro arsenal em uma caminhonete com placas da Bolívia. No carro, foram apreendidos cinco pistolas 9 milímetros, um revólver 357, um fuzil 762 e em torno de 1.500 munições de vários calibres. A suspeita é que o armamento pertencia a uma dupla que tentou assaltar uma empresa de transporte de valores no dia 14 deste mês. Os assaltantes foram presos e transferidos para o presídio de Segurança Máxima de Campo Grande. A hipótese é que integravam uma quadrilha especializada em roubos.

"A iniciativa é para qualificar o efetivo para o uso do fuzil nas viaturas. Na verdade é uma reciclagem. Atuamos com as armas calibre 12 e a ponto 40 e para atuação na fronteira, o fuzil 762 é uma arma com maior impacto e alcance", explicou a este Diário o terceiro-sargento da PM Fernando Cezar Miranda. A partir do curso, que se estenderá por esta semana, todas as viaturas contarão com policiais militares armados com o Fuzil Automático Leve (FAL) 762.

No curso, os policiais do 6º Batalhão da PM recebem instruções sobre fundamentos do tiro; montagem e desmontagem do armamento. Na prática, são realizados tiro de fuzil de ar comprimido e por fim acontece a sessão de tiro real, com munições verdadeiras.

"Passada a capacitação, o policial fica sabendo operar a arma com segurança e sem causar incidentes. Mas, a instrução tem que ser continuada dentro dos quartéis. A ideia é que continuem essa instrução para que se habilitem cada vez mais. O primeiro passo foi dado", explicou o major Nilton Fabiano Velozo Lins, comandante da Companhia de Comando da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira.

O major destacou ainda que a habilitação dos policiais militares para atuação com os fuzis garante a qualificação das operações realizadas pelo Exército que contam com participação e apoio da Polícia Militar. "É uma oportunidade de estreitar os laços do Exército Brasileiro e a PM de Mato Grosso do Sul. No futuro vai facilitar as operações do Exército com a PM, como a Operação Ágata e tantas outras", enfatizou.

Em outubro deste ano, o Comando do 6º Distrito Naval da Marinha do Brasil doou 100 fuzis do modelo automático leve - M964, calibre 762 (7,62 milímetros) e 200 carregadores ao Governo do Estado. O armamento será usado pela Polícia Militar para combate a criminalidade e intensificar as ações de prevenção e repressão a crimes nas regiões de fronteira com a Bolívia e Paraguai.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Governo do Estado repassa mais de R$ 23 milhões à saúde de Dourados para conter pandemia
TRÁFICO DE DROGAS
Polícia Civil apreende mais de 680kg de drogas após perseguição à veículo que saiu de Ponta Porã
CORRUPÇÃO ATIVA
Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra homem que tentou subornar funcionário público
SAÚDE
Anvisa orienta suspensão de vacina da AstraZeneca para grávidas