Menu
Busca segunda, 18 de outubro de 2021
Jardim Itatiaia
CRIME AMBIENTAL

PMA autua goiano por capturar pescado abaixo da medida e acima da cota permitidas

01 abril 2021 - 08h30Por PM-MS

Equipes da Polícia Militar Ambiental de Campo Grande e Coxim, que trabalham na operação Big Fish I/21, dentro da operação Semana Santa, estão realizando fiscalização nos rios Correntes, Piquiri e São Lourenço, na divisa com o Estado de Mato Grosso, região muito procurada para a pesca e prenderam ontem (31), um pescador amador, de 45 anos, por pesca predatória.

O pescador foi abordado no rio Piquiri, quando estava em uma embarcação e havia capturado 15 exemplares de peixes, sendo dois exemplares da espécie piraputanga, oito piranhas e cinco piau-três-pintas, havendo um dos exemplares de piau abaixo do tamanho mínimo de captura permitido pelas normas, o que se caracteriza como crime ambiental.

O pescador amador, também só poderia capturar e abater um exemplar de peixe nativo e mais cinco exemplares de piranha, conforme cota estabelecida em norma. Portanto, havia capturado pescado acima da quantidade permitida, fato que também é caracterizado como crime. O pescado, o barco, o motor de popa e um molinete foram apreendidos.

O infrator, residente em Jataí (GO), responderá por crime ambiental de pesca predatória. A pena para o crime é de um a três anos de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 760,00. O pescado será doado para instituições filantrópicas depois de periciado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Parentes de vítimas da covid-19 fazem relatos e pedem mudanças na lei
SAÚDE
Congresso Nacional faz homenagem ao Dia do Médico
CIDADANIA
Governo do Estado inicia capacitação de policiais civis para atendimento à população LGBT+
SAÚDE
Dia D do Outubro Rosa destaca prevenção ao câncer de mama em MS