domingo, 16 de janeiro de 2022
Prefeitura Municipal de Dourados - MATRÍCULAS2022
LEGISLATIVO DE MS

Neno Razuk homenageia cardiologista e advogado com título de cidadão sul-mato-grossense

10 dezembro 2021 - 16h30Por Assessoria Deputado Neno Razuk

“A construção do nosso Estado se fez e se faz com pessoas que dedicaram ao Mato Grosso do Sul e merecem o nosso reconhecimento”. Assim o deputado estadual Neno Razuk (PTB) definiu a importância dos homenageados durante a sessão solene que outorgou o título de cidadão sul-mato-grossense ao cardiologista Frederico Somaio Neto e para o advogado José Carlos Manhasbusco. 

“São pessoas com uma história de competência e serviços prestados para a sociedade sul-mato-grossense e que escolheram nossa terra para morarem”, lembrou. 

Médico formado pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul em 1979, Frederico Somaio Neto atua em Dourados desde 1982, onde participou de vários trabalhos em prol da evolução da medicina local, como um dos idealizadores dos hospitais para Santa Casa, hoje Hospital da Vida e Hospital Universitário. Como Diretor do Instituto Douradense de Cardiologia (hoje Hospital do Coração). Também trabalhou pela implantação dos serviços de Hemodinâmica e cirurgia cardíaca. Juntamente com um grupo de abnegados médicos iniciaram o curso de medicina pela UFMS, atual UFGD. 

Nascido no Rio de Janeiro, o advogado José Carlos Manhabusco trabalha como advogado e já foi agraciado com a "Medalha Heitor Medeiros" aos 54 anos de idade, constituindo-se na maior honraria outorgada ao advogado inscrito nessa Seccional da OAB.  É  membro fundador do escritório Manhabusco Advogados, com sede na cidade de Dourados, onde trabalha com os filhos Gianncarlo Camargo Manhabusco e Amanda Camargo Manhabusco.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Menina de 3 anos morre de influenza H3N2 em Campo Grande

SAÚDE

Brasil recebe segunda remessa de vacina pediátrica da Pfizer

ARAL MOREIRA

Idosa é encontrada morta, nua e com ferimento no rosto, próximo a cemitério de MS

SAÚDE

Síndrome de Burnout é reconhecida como fenômeno ocupacional pela OMS