domingo, 16 de janeiro de 2022
COROLLA CROSS XRE DOURAMOTORS -  JANEIRO 2022
LEGISLATIVO DE MS

Neno Razuk propõe adesão de município a programas de compra de medicamentos

09 dezembro 2021 - 14h00Por Assessoria de Comunicação Neno Razuk

Economia e agilidade para compra de medicamentos. Essa é a proposta apresentada pelo deputado estadual Neno Razuk (PTB) que enviou proposição ao Governador Reinaldo Azambuja e ao secretário de Estado de Saúde Geraldo Resende, solicitando a criação do programa de adesão dos municípios à aquisição de medicamentos e outros bens em Mato Grosso do Sul.

“Esse programa é voltado para os municípios, para que eles possam aderir ao sistema de registro de preço do Estado, na aquisição de medicamentos e outros bens. É um programa que vem dado certo em outros locais e que tem como objetivo simplificar e oportunizar que tenham acesso ao sistema de registro de preço do Estado, na aquisição de medicamentos e outros bens. Com isso é possível garantir uma economia global aos cofres públicos, uma compra mais eficiente tendo por fim o atendimento da população como um todo”, defendeu Neno pontuando ainda que é mais uma ação para fortalecer o municipalismo.

Para o deputado, os tempos de pandemia – em especial no pico, trouxeram “alguns ensinamentos nos foram apresentados, dentre eles que a união dos entes federativos pode trazer um salto de qualidade para a população. E tal programa ainda visa reforçar os princípios da administração púbica, e vai gerar a redução do número de licitações, celeridade nas aquisições e contratações, aquisição contratação conforme a necessidade, redução de custos com armazenagem e do volume de estoques e do respectivo desperdício de material”, enumerou.

“Devemos sempre aprimorar as contratações públicas com foco na celeridade e na racionalização das necessidades para o enfrentamento da situação atuais e em especial situações emergenciais. A vantagem do compartilhamento das demandas de todos os interessados se baseia no chamado ganho da economia de escala, com isso teremos  resultados mais competitivos quanto aos custos dos produtos e serviços, proporcionando a desburocratização e redução do rito administrativo que sabemos ser oneroso, com isso possibilitar que municípios ou entidades possam aderir a ata de registro de preço após a realização da contratação, demonstra-se de extrema importância e traz uma elasticidade beneficiando todos”, finalizou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Menina de 3 anos morre de influenza H3N2 em Campo Grande

SAÚDE

Brasil recebe segunda remessa de vacina pediátrica da Pfizer

ARAL MOREIRA

Idosa é encontrada morta, nua e com ferimento no rosto, próximo a cemitério de MS

SAÚDE

Síndrome de Burnout é reconhecida como fenômeno ocupacional pela OMS