Menu
Busca segunda, 12 de abril de 2021

Aquário do Pantanal custará mais R$ 80 milhões; obra chegará a R$ 324 milhões

Aquário do Pantanal custará mais R$ 80 milhões; obra chegará a R$ 324 milhões

20 janeiro 2015 - 09h50Por Correio do Estado
Chega a até R$ 80 milhões o valor que falta para deixar o Aquário do Pantanal funcionando. O levantamento da Comissão Temporária que analisa a legalidade e o andamento do empreendimento constatou a necessidade do aporte nesse valor. A obra que seria emblemática na gestão do ex-governador André Puccinelli (PMDB) foi abandonada e deixada como herança para a nova administração. Conforme publicado pelo Correio do Estado, os gastos já chegaram a R$ 244 milhões. Somando com o recurso que falta, o ponto turístico custará R$ 324 milhões.

Na sexta-feira passada, o secretário de Estado de Infra-estrutura, Ednei Marcelo Miglioli, afirmou que o dinheiro deixado em caixa pela antiga gestão, garantindo o término do empreendimento estava incompleto. Apesar de o ex-governador ter driblado a Assembleia Legislativa para garantir R$ 34 milhões de recursos de compensações ambientais, só foram encontrados em caixa R$ 30,2 milhões.

Para evitar mais uma obra inacabada e ter seu custo elevado pela inflação do tempo em que o empreendimento ficasse parado, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), já sinalizou que vai buscar os recursos que faltam. “A comissão vai contratar uma auditoria para ter uma segurança da obra, ver se não teve sobrepreço e algum superfaturamento. Aquilo que for necessário para a conclusão, vamos fazer um esforço para o cidadão do Mato Grosso do Sul não pagar essa conta duas vezes”, justificou acrescentando exemplos do Hospital do Trauma e do Centro Belas Artes, paralisados há mais de duas décadas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
PMA de Aquidauana captura terceiro jacaré passeando pelas ruas da cidade neste ano
INTERNACIONAL
China quer trabalhar com o Brasil para promover parceria estratégica
FÁTIMA DO SUL
PMA fecha serralheria por emissão de sons acima do previsto em lei prejudicando a vizinhança
AÇÃO DE GOVERNO
Ritmo das obras intensifica no Estado, com mais de 80 trabalhos só na área urbana