domingo, 21 de julho de 2024

Bumlai confessa que empréstimo de R$ 12 milhões foi destinado ao PT

Bumlai confessa que empréstimo de R$ 12 milhões foi destinado ao PT

16 dezembro 2015 - 09h30Por Correio do Estado
O pecuarista sul-mato-grossense José Carlos Bumlai confessou à Polícia Federal que, os R$ 12 milhões tomados como empréstimo do banco Schahin em 2004 foram destinados ao PT. Ele disse ainda que o acordo foi fechado em sua casa, em Campo Grande (MS).

Publicação da Valor Economico afirma que, em depoimento, o pecuarista afirmou que se reuniu com dois tesoureiros do partido - Delúbio Soares, condenado no Mensalão, e João Vaccari Neto, preso e processado por corrupção e lavagem de dinheiro no caso Petrobras -. Participaram do encontro Giovani Favieri e Armando Peralta, publicitários que têm ligações com o PT.

Presentes dois velhos conhecidos: Giovane Favieri e Armando Peralta conhecidos como irmãos metralha ou, simplesmente, petralhas. Os dois ficaram milionários a partir do governo de Zeca do PT.

Conforme a reportagem, Bumlai relatou ainda que o negócio foi sugerido pelo presidente do Banco, Sandro Todrin. “Não iria custar nada a mim. Eu quis fazer uma gentileza, um favor, uma gentileza para quem estava no poder”, afirmou o pecuarista.

O motivo de Bumlai ter concordado em fazer o empréstimo, segundo seu depoimento, é de que procurava manter bom relacionamento com o PT.

RÉU

O juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato no Paraná, aceitou nesta terça-feira (15) a denúncia contra o pecuarista de Mato Grosso do Sul José Carlos Bumlai e outras dez pessoas, acusadas de corrupção, lavagem de dinheiro e gestão fraudulenta.

Bumlai, agora réu, é suspeito de ter participado de um esquema de corrupção na Petrobras e repassado dinheiro ao PT, trabalhando como um "operador do partido".

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL

Prova do Revalida para médicos ocorre neste final de semana

MS

Mais Social de R$ 450 garante comida na mesa e gás de cozinha

GERAL

Convívio com animais traz benefícios à saúde física e mental do tutor

GERAL

Artefatos indígenas retidos na França retornam ao Brasil