06/09/2017 14h34

ISI Biomassa do Senai é 1ª unidade de MS a receber credenciamento da Embrapii

 
 

Com atuação transversal no campo da biomassa, o ISI Biomassa (Instituto Senai de Inovação em Biomassa), localizado em Três Lagoas (MS), é a 1ª instituição de Mato Grosso do Sul e a 2ª da Região Centro-oeste a ser credenciada pela Embrapii (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial), estando apta a receber recursos para desenvolver projetos de inovação em parceria com empresas. O anúncio foi feito pelo ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, e pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, nesta quarta-feira (06/09), em coletiva realizada na sede do Ministério da Educação, em Brasília (DF).

O ISI Biomassa pretende atender a todos os setores da indústria e às demandas específicas de cada região do País em áreas como energias renováveis, cosméticos, fármacos e fármacos veterinários, alimentos para animais com combinação de biomassa para rações, química fina e resíduos industriais, entre outros. "Além do credenciamento pela Embrapii, estamos avançando nos recursos de investimentos para esse centro de inovação. Esse é o novo Senai, mais engajado em termos de inovação pela competitividade. Vamos receber recursos desta instituição para as áreas de pesquisa do ISI Biomassa ao mesmo tempo em que vamos colaborar com institutos de inovação de outros setores que contemplam a indústria nacional", avaliou o presidente da Fiems, Sérgio Longen, sobre a nova etapa do ISI Biomassa.

Recursos

Com o credenciamento, o ISI Biomassa e outras oito unidades e polos que também foram habilitados pela Embrapii receberão R$ 52 milhões em recursos para desenvolver projetos de inovação em parceria com empresas. "O Senai sempre tem sido pioneiro na condução das questões ligadas à inovação em Mato Grosso do Sul e, percebendo a importância e o potencial inovador das empresas sul-mato-grossenses, especialmente as indústrias, houve o entendimento de que seria viável investir em um instituto focado na pesquisa e desenvolvimento de produtos e serviços voltados, principalmente, para a transformação de biomassa e todas as demais linhas associadas ao tema", declarou o diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero.

Ele acrescenta que o recente anúncio do credenciamento do ISI Biomassa como uma unidade Embrapii vem coroar todo o esforço para o desenvolvimento e concretização desse espaço. "Além disso, esse credenciamento reforça a estratégia adotada há cinco anos por essa gestão, provando que Mato Grosso do Sul tem, sim, um potencial inovador", acrescentou. O ISI Biomassa será oficialmente inaugurado em outubro, mas já está em pleno funcionamento, com a realização de análises para caracterização físico-química de diversos tipos biomassa e laboratórios da área química, microbiológica, biologia molecular, tratamento e preparo de matérias-primas e unidades de planta piloto para escalonamento de processos. Para a

diretora do ISI Biomassa, Carolina Andrade, o credenciamento insere Mato Grosso do Sul no cenário da inovação industrial do País.

"Nos coloca em destaque e permite oferecer uma linha de fomento de inovação diferenciada para as empresas. Além disso, o credenciamento da Embrapii significa também maior disponibilidade de recursos e aumenta nossa projeção em relação à possibilidade de executar processos para essa inovação na indústria. Nosso principal foco é trabalhar com biotecnologia e energia, duas áreas que as empresas têm buscado para se alavancar", comentou Carolina Andrade.

Embrapii

O financiamento da instituição obedece a seguinte regra geral: a Embrapii pode investir até 1/3 das despesas das unidades com projetos de PD&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) com empresas, enquanto o restante é dividido entre a empresa parceira e a unidade. A Embrapii mantém contrato de gestão com o Ministério da Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações e Ministério da Educação, e atua por meio da cooperação com instituições de pesquisa científica e tecnológica, públicas ou privadas, tendo como foco as demandas empresariais e como alvo o compartilhamento de risco na fase pré-competitiva da inovação.

Além do ISI Biomassa, os novos Polos credenciados, ligados aos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, são: Polo IF Santa Catarina (Sistemas Inteligentes de Energia), Polo IF João Pessoa (Sistemas de Manufatura), Polo IF Sul de Minas (Agroindústria do Café) e Polo IF Goiás (Tecnologias Agroindustriais). Já as Unidades ligadas aos Institutos Senai de Inovação selecionadas são as seguintes: Unidade Senai Belo Horizonte (Aços e Ligas Especiais), Unidade Senai Curitiba (Eletroquímica Industrial), Unidade Senai Florianópolis (Sistemas Embarcados) e Unidade Senai São Leopoldo – RS (Soluções Integradas em MetalMecânica).

Redação

Anuncie | Contato | Expediente | Política de Privacidade

Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído. Copyright 2011 © Conesul News - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Lobo Tecnologia&Internet